Awesome Gamer

Archive for the ‘Outros’ Category

“É maior, melhor e mais agressivo”. Essas foram as palavras usadas por Cliff Bleszinski, chefe de design na Epic Games, para descrever o multiplayer de “Gears of War 2”, a esperada seqüência de um dos maiores sucessos do Xbox 360. A companhia abriu as portas de seu escritório em Cary, Carolina do Norte, para a imprensa e revelou, pela primeira vez, como está o desenvolvimento do título e detalhes sobre seu tão cobiçado multiplayer.

A demo que a imprensa pôde experimentar tinha três mapas tecnicamente do mesmo tamanho que os da versão anterior. No entanto, como agora o suporte aumentou de 8 para 10, a gameplay deverá sofrer algumas sensíveis mudanças. Além de mais jogadores, GOW2 também trará mais armas, mais modos, mais mapas. E ainda mais.

O esquema de “4 contra 4” tradicional do GOW foi melhorado para comportar 9 e 10 jogadores — e será possível preencher os espaços vazios com personagens controlados pela CPU. Esse novo limite de jogadores não muda a complexão do multiplayer de Gears, mas no modo Wingman, um novo modo para duplas (até cinco), os vitoriosos são determinados pelo montante de “kills” em geral. Nesse modo, o jogador e seu parceiro compartilham o mesmo modelo de personagem, valendo para chefões Locust, Doms e até para Marcus, que ganhou informalmente um irmão gêmeo.

Outra modalidade multiplayer é “Meatflag”. Essencialmente é um “capture the flag”, só que no lugar da bandeira, temos uma pessoa com uma arma — por isso o nome Meatflag (bandeira de carne). Essa pessoa sempre será um “Stranded”, os civis abandonados que geralmente esbarramos no modo campanha. A CPU se encarregará de comandá-lo — ele ficará no meio do mapa atirando em todo e qualquer um que chegue perto dele. Se o jogador conseguir inflingir dano suficiente para derrubá-lo — ele não morre — você poderá carregá-lo para a área designada do seu time. Enquanto isso, o time rival tentará impedir que você consiga, matando sua equipe ou derrubando o Meatflag e o capturando em seu lugar. Se isso acontecer, você e seu time terão certo tempo para recuperá-lo antes que ele seja resgatado pelos rivais.

O terceiro modo multiplayer inédito se chama “Guardian”, que combina elementos do passado. “Nós realmente gostamos do Assassination em Gears 1,” disse Rod Fergusson, Produtor Senior, sobre o modo de jogo onde apenas o líder designado podia pegar novas armas para si e para o resto de seu time. “Mas foi provavelmente nosso modo original de jogo menor jogado. Então Annex veio como parte de uma atualização de título em Gears 1 e introduziu a notão do ‘respawn’. E se aplicássemos isso a Assassination?”

Então, a premissa em “Guardian” é: enquanto se lider estiver vivo, seu time poderá continuar a dar ‘respawn’. Indicadores bem visíveis sempre mostrarão a posição dos líderes, então as situações estúpidas de impasse deverão ser bem minimizadas. Com as mudanças, parece que esse modo será mais intenso que Assassination e deverá atrair mais os jogadores. Seu time precisará proteger seu líder enquanto simultaneamente caça o comandante do time adversário. E quem perder o seu, ficará encurralado como em um jogo de xadrez sem a sua rainha.

Gears of War 2 terá mais do que esses três modos de jogo — e isso inclui Warzone, no estilo Deathmatch/Eliminação — mas a Epic não revelou mais nada nessa apresentação. Na demo, havia três mapas disponíveis, e talvez vocês reconheçam um ou outro nome. O cenário “Gridlock” está de volta, mas sua área repleta de escombros e metal enferrujado foi bastante melhorada visualmente, assim como a fase “Subway”. O restante dos mapas, no entanto, é completamente novo — o plano é ter vários deles, “mais de dez pelo menos”, disse Bleszinski.

Muitas das mudanças na gameplay vem sendo feitas com intenção de deixar Gears 2 ainda mais visceral do que o primeiro, mas não gratuitamente. A serra-elétrica causará mais estragos visuais, mas ao mesmo tempo seu usário não vai simplesmente ficar tão invulnerável quanto antes. Haverá novas opções para deixar os combates ainda mais realistas como poder se locomover encostado em um muro, a habilidade de interromper a animação de troca de posição à lá SWAT, poder se rastejar até um lugar seguro para se recuperar e diversos novos estilos de execução.

Algumas armas agora possuem mais poder para “retardar” alguém, e isso foi feito com intenção de acabar com uma mania entre os jogadores do multiplayer de Gears, principalmente com relação à shotgun. “Nós tivemos alguns problemas com a maneira que o multiplayer de Gears… vinha sendo jogador quando foi lançado no início”, explica Fergusson. “Nossa arma favorita, a Lancer, estava sendo sub-utilizada, e tudo se tornou uma batalha de shotguns. Uma das coisas que vimos as pessoas fazerem muito foi apenas correr, esquivar, e então atirar com a shotgun de perto. Se tornou uma constante batalha de evasão/shotgun.” Isso quer dizer que em Gears 2, se alguém vier correndo na sua direção, alguns tiros de um rifle de assalto ou até mesma uma pistola podem retardá-lo a ponto de ele ter que desistir da idéia de se aproximar dessa maneira e procurar por abrigo, ou morrer, acabando com o tática macetada.

“Gears of War 2” também usará em seu multiplayer um sistema de rotação de armas, isto é, onde na primeira partida havia um Longshot (rifle de longo alcance), um Torque Bow poderá estar na segunda. Notem, porém, que a classe da arma não muda, isto é, você não vai ser surpreendido por uma pistola no lugar do potente rifle, mas a alternância entre os tipos de arma ajudará a não tornar as coisas previsíveis e “automáticas” demais. Novos “Achievements” mais inteligentes servirão para impedir que os jogadores façam ações estúpidas — como “matar 100 inimigos com serra elétrica”. Agora, o jogo vai contar apenas uma dessas mortes específicas por round para encorajar os jogadores a usarem diferentes tipos de arma, ou seja, não adianta matar cinco seguidos com a Lancer, pois apenas uma contará.

Além da tradicional “Follow Cam”, os jogadores que estiverem em modo espectador após terem sido enviados desta para melhor poderão acompanhar os jogadores restantes através da nova câmera dinâmica de batalha, e assim estudar seus movimentos de outros ângulos. Também é possível observar partes específicas do cenário de uma perspectiva superior (“bird’s eye”, ou “visão de pássaro”) — o único porém é que a câmera vai automaticamente mudar de posição, oferecendo uma visão mais cinemática da ação.

Se já não bastassem todas essas, ainda haverá uma câmera fantasma, que os jogadores poderão controlar manualmente e se divertir. “Nós vamos ter esse modo de foto tipo Pokémon Snap ou Dead Rising,” disse Fergusson. “Quando você pressiona A, ela mostra sua screenshot e automaticamente a pontua baseando-se em quantos efeitos de partícula aparecem, o quão os personagens estão centralizados, se alguém está sangrando, se há uma execução ocorrendo…”. O mais legal é que essas fotos e a pontuação são enviadas automaticamente para o site com um ranking onde todos poderão comparar suas habilidades de fotógrafo. Aparentemente, também será possível gravar vídeos, mas ninguém da Epic confirmou ou desmentiu essa hipótese.

Durante uma sessão de perguntas, Cliffy B citou “Metal Gear Solid” ad Konami, não como um exemplo a seguir, mas sim como algo que eles não querem fazer com relação a narrativa. Quando perguntado sobre a pressão de fazer uma seqüência de um jogo de cinco milhões de unidades vendidas, ele respondeu: “Para ser honesto, é divertido porque com sua maneira única de ser, não há pressão. Nós completamente ignoramos isso e seguimos nossos corações”. Eles aprenderam algo com o primeiro jogo? Pode apostar: “Nós queríamos um ritmo arrasa-quarteirão, e ao fazer isso, nós perdemos um pouco a história. Então essa é uma das lições que aprendemos. Dessa vez, há mais repetição. Jogos não são filmes e não são consumidos de uma vez só. Então, personagens secundários vão relembrar coisas a você, que serão reestabelecidas em sugestões de enredo. Metal Gear Solid é nosso exemplo de jogo que não estamos fazendo. Entretenimento passivo é algo que está de saída – você precisa se ligar nessas coisas de web 2.0. Nós queremos criar lugares que vocês gostariam de tornar seu lar”, Cliffy B.

Não há dúvidas de que a Epic está trabalhando firme e forte para trazer uma experiência ainda mais gratificante com seu “Gears of War 2”. Com mais armas, mais animações, mais ajustes, mais mapas e, claro, mais sangue do que o anterior, o jogo vem com a promessa de superar o anterior em todos os quesitos, para delírio total e satisfação dos fãs e usuários de Xbox 360. “Nós estamos realmente sentindo que vamos fornecer algo incrivelmente especial”, disse Bleszinski. “Nós esperamos poder descer a motosserra em vocês muito em breve”, concluiu.

Fonte: FinalBoss

Anúncios

Muitos hardcores gamers, jogadores de MGS4 estão indo para o “the Big Boss achievement trophy” emblema, que requer masterful play sem morrer, sem alertas, sem matar, sem recovery items, sem stealth suit e sem itens especiais. Para consiguir o emblema, o jogo precisa ser completado em 5 horas, mas Tyndis do YouTube tem a “manha” de fechar em três horas.

Se você não jogou/fechou o jogo ainda, assista depois. Mas se você precisa/quer ver “Metal Gear greatness, enjoy.”

[Via Joystiq]
Assista o resto do vidio via YouTube

A Microsoft está trabalhando em avatares parecidos com os Miis de Wii para a Xbox Live. A informação, tida até agora como um boato, ganhou mais credibilidade com a aparição de uma possível imagem publicada pelo site xbox360fanboy.com. Pelo visto, eles chamarão simplesmente Avatares (Avatars) e, fisicamente, serão parecidos com os personagens de jogos como Everybody’s Golf.

Da mesma forma que os Miis, os avatares da Xbox Live poderão ser usados como os personagens de alguns jogos e também customizados em sua aparência, incluindo a altura e o rosto. Além disso, roupas e fantasias estarão presentes. Os avatares substituirão a atual foto padrão do jogador, e devem aparecer no Xbox 360 em uma atualização de sistema antes do final do ano.

Fonte: Outerspace

Para muitas pessoas não é novidade que a Estatua Happiness é inspirada na Estatua da Liberdade que fica em Nova York

A maior diferença entre as estatuas é que na da Liberdade ela segura em sua mão direita uma Tocha e na Happiness a mulher segura uma Lata de Sprunk

Alem da semelhança entre as estátuas houve especulações de que a Statue of Happiness teria o rosto inspirado no da Candidata a Presidência dos EUA Hillary Clinton por ela ter tentado proibir a venda do GTA IV na América e isso seria uma retaliação por parte da Rockstar, mas isto são apenas boatos (por enquanto)

Mas hoje inumeros Fã-sites de GTA 4 noticiaram o que seria o primeiro Easter Egg do Grand Theft Auto IV. Trata-se do Coração da Statue of Happiness

Para chegar ao local é preciso um Helicoptero e para obter este você precisa avançar nas missões ou jogar no Multiplayer onde são adquiridos com facilidade.

Após estar na ilha da Estatua você precisara pular no topo da Estatua e então poderá descer as escadas e chegar ao interior dela. Uma vez dentro você encontrará um coração envolto de correntes segurando ele.

Ao se aproximar do Coração você ouvirá ele emitir sons iguais aos de um Coração de verdade pulsando. Players disseram que o som é amedrontador e se parece com o som ambiente do filme de terror Hellraiser

Apesar de ter sido divulgado como sendo o primeiro Easter Egg do GTA IV o Blog GTA Br Team já havia divulgado outros Easter Eggs referentes ao jogo mas este é o mais impressionante.

Ao subir ao topo da Estatua você terá oportunidade de abater um dos 100 Pombos (Flyng Rats) que devem ser abalroados para completar 100% do jogo.

O que me chamou mais atenção no Coração da Estatua é que na Estatua da Liberdade não existe um Coração e a unica estatua que possui um interior e que possui um Coração é o Cristo Redentor que fica no Rio de Janeiro.

Parece muita pretensão por minha parte mas a unica Estatua que se tem registros que possua um coração em seu interior é a do Cristo Redentor. Infelizmente eu não encontrei imagens do Coração do Cristo mas o apresentador de TV Gugu Liberato em uma reportagem mostrou em seu programa o Coração do Cristo que é feito de concreto e não se parece com o Orgão Humano mas sim a clássica representação do coração como visto na imagem abaixo.


Fonte : gtabrteam

Recentemente o site VideoGamer.com publicou uma matéria com a participação de dois estudantes da Eyemouth High School em Berwickshire na Escócia. Segundo os estudantes, a impressão é de que a escola estava “deserta” durante o lançamento do game.

O estudante Calum Duncan afirmou que não havia muito o que fazer durante as aulas, o que serviu como “justificativa” para alguns alunos. O aluno Ian Wundram ainda adicionou: “Mais da metade da escola faltou, basicamente todo mundo que possui um Xbox 360 ou PlayStation 3”.

Lançado na última terça-feira (29), Grand Theft Auto IV conta a história de Niko Bellic, ex-criminoso russo que se muda para Liberty City (cidade inspirada pelo estilo e localidades de Nova Iorque) para deixar sua vida bandida para trás.

No entanto, os planos não irão conforme o desejado, e Niko deverá enfrentar a máfia e ajudar seu primo Roman a saldar uma dívida. O game utiliza o motor gráfico RAGE e a tecnologia de física Euphoria, assim garantindo melhorias nas animações e reações de personagens, efeitos de ambiente na grande metrópole e mais.

Fonte: Uol Jogos

Video comparativo, muito bom mesmo, confira :

Video abaixo

Exclusivo para PS3, só coloquei pra vocês babarem 😛

Tags: